Começo meu texto com uma afirmação que talvez muitos já tenham ouvido, e que talvez muitos sequer tem dado importância: Vivemos um evengelho doente. Sim, doente. Que em nada se assemelha com o vivido por Cristo em seus dias na Terra.

Vivemos no evangelho que busca prosperidade. Ouvimos corriqueiramente frases como: TOME POSSE da sua benção. Evangelho de barganha com Deus. Oferecemos unicamente visando nossa “vitória”.

Isso tem sentido? Um grande amigo disse com propriedade o seguinte: Você acha que Deus cria filhos mimados? Que vai dar grandes “bençãos”, enquanto pessoas na África comem uma banana por dia?

O sentido do evangelho nunca foi buscar “bençãos”, foi derramar amor ao próximo. Amor pelas almas que ainda não conhecem seu MELHOR amigo, aquele que mudou a sua vida. Porque quando você conquista um carro novo, todos ficam sabendo, mas quando você conhece a Jesus, seu bem maior, não conta para ninguém?

Não percam esse foco: Trazer novas pessoas para se alimentarem do alimento santo que são as escrituras.

Não permitam que esse trabalho tremendo que DEUS COLOCOU nas nossas mãos, se torne apenas uma reunião de ‘crentes’. Nem se prenda a Igreja, as 4 paredes. O Senhor diz em sua palavra que somos “Sal da terra”, mas se não cumprimos essa função, só serviremos para “se lançar fora, e ser pisado pelos homens” (Mt 5:13). Não quero que nos tornemos sal dentro do saleiro, e sim que possamos salgar essa terra e anunciar as boas-novas que Deus nos dá. “O espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos” (Is 61:1)

Vamos cumprir o Ide do Senhor, vamos pregar do evangelho para aqueles que tem fome, não dos que já estão saciados. Quando estamos louvando o Senhor em sua casa, clamamos “Venha nos encher, Senhor” e Ele nos enche do seu espírito. E nos enche de forma tão transbordante, não para que aquilo fique conosco, mas que seja derramado entre aqueles que necessitam, para que assim possamos clamar outra vez “Estou vazio, Senhor. Venha novamente me encher”.

Bom, é isso que quis passar para vocês e espero não ter tomado muito o tempo de nossas corridas vidas. Afinal, não há nada tão difícil do que achar um tempo para o Senhor nessa nossa vida corrida, não é mesmo? Daniel governou 40 cidades e orava 3 vezes ao dia (Dn 6:1-10). Separe um tempinho para Deus!

Quero deixar um versículo que quando pensava em algo para escrever aqui, Deus tocou em meu coração para dizer. “Não por força nem por poder, mas pelo meu espírito, diz o Senhor dos exércitos.” (Zc 4:6). Esse é o grande “X” da questão. Mostrem as pessoas quão amoroso é o Senhor. Mostrem a beleza do Espírito Santo e o que Ele fez na sua vida. O Resto do trabalho, quem faz é o Espírito Santo. Ele é quem convence, não nós. Guardem isso em seus corações, que tenho certeza, são muito maiores do que o meu.

Abs,

Rodrigo Gomes (Tato)

Anúncios

Sobre Rodrigo Gomes

Um apaixonado por Jesus e que quer, cada vez mais, tornar-se semelhante a Ele. Buscando um coração justo e sincero, e o amor ao próximo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s