“E, tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando. E eis que havia ali um homem chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos, e era rico. E procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura. E, correndo adiante, subiu a um sicômoro bravo para o ver; porque havia de passar por ali.

E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa. E, apressando-se, desceu, e recebeu-o alegremente. E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador.

E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lc 19:1-10)

Que decepcionante inversão de valores a que vivemos hoje. Que vivemos e que viviamos também na época de Cristo. A reação de TODOS na época, é exatamente igual a nossa em tal situação. “E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador.” (Lc 19:7). Para quem não sabe, Zaqueu era um publicano, ou seja, um cobrador de impostos do governo, logo, mal visto pelo povo. E que absurdo ver Jesus na casa de um ‘homem pecador’, não é mesmo? Antes de tudo, quem o diz é tão pecador quanto Zaqueu. E a mesma situação hoje se repete ao ver um cristão se relacionando com um viciado ou um homossexual, por exemplo. Só posso entender pessoas agindo assim, como pessoas que, por algum motivo, não cumprem o evangelho, e, como se não bastasse, critica quem o faz.

Interessante destacar neste trecho também a atitude de Zaqueu. A atitude de elevar-se para chamar a atenção de Cristo devia servir de exemplo para muitos ‘crentes’. O que tem feito para chamar a atenção de Cristo? Tem buscado os lugares mais altos? Ou tem sido apenas mais um na multidão de murmuradores? O tal ‘pecador’ de que tanto diziam, através do arrependimento, devolvendo aquilo que tinha tomado, porém, principalmente, pela atitude, chamou a atenção de Cristo e encontrou a salvação. “E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.” (Lc 19:8-9).

Porém, o mais interessante da passagem e o que deve ficar guardado conosco, é o seguinte trecho: “Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” (Lc 19:10). Reflitam com sinceridade: Qual o real sentido de pregar repetidamente o evangelho a pessoas que já o conhecem? Não se preocupe em andar com pessoas melhores do que você, pessoas de caráter irreparável, ou seja, pessoas que já conhecem o Caminho. Preocupe-se em estar com pessoas perdidas, pessoas que realmente precisam de tudo isso que está dentro do seu coração, pessoas que precisam de uma mudança por completo e imploram por um caminho. Quem tiver ouvidos ouça e compreenda. Repito o que já disse outras vezes, o evangelho de Cristo SEMPRE baseou-se em andar com pessoas PIORES do que Ele. Pense nisso!

Abs,

Rodrigo Gomes (Tato)

Anúncios

Sobre Rodrigo Gomes

Um apaixonado por Jesus e que quer, cada vez mais, tornar-se semelhante a Ele. Buscando um coração justo e sincero, e o amor ao próximo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s