O termo família, diferentemente do que imaginamos, não se refere mais aos nossos familiares, que são sangue do nosso sangue. Esse termo ganhou um novo sentido, idealizado por fãs das bandas teens que fazem mais sucesso atualmente. Por isso, termos como “Família Restart”, “Família Cine” ou “Família Hori” são comumente ouvidos. Tal movimento é composto, em geral, por pré-adolescentes, com idade em torno de 10 a 15 anos, que tem como objetivo defender cegamente o seu ídolo, e não dar ouvidos a qualquer tipo de critica, por mais embasada que esta seja.

Refletindo sobre o assunto, e vendo a repercussão que certos assuntos polêmicos geram em algumas pessoas no meio evangélico, descobri que, tal quais as “famílias” teens, existem muitas “famílias” no meio evangélico. Pessoas que assumem uma posição de verdadeira idolatria a alguma placa de igreja, algum ministério, algum pastor ou algum “artista gospel”, tornando-se absolutamente absurdo fazer qualquer tipo de critica ou constatação, por mais clara que seja na presença de tais “fãs”. Isso se torna tão notório porque, em geral, seus argumentos são os mesmos dos pré-adolescentes: “Mexeu com ele, mexeu comigo”, “Não importa o que você fala, eles são os melhores”.

Não gostaria de entrar nesse assunto, mas após a polêmica com o Diante do Trono, isso ficou muito claro para mim. Afinal, trata-se de uma dessas famílias. É totalmente absurdo me levantar para falar que quase nada das palavras ditas pela Ana Paula Valadão têm base no evangelho. Não posso dizer que o simbolismo de uma bota, ou de ungir uma ferradura, pode ser comparado ao simbolismo de uma imagem de santo, ou do sal grosso. Não posso notar que foi dito que existia um tripé maligno que é tratado como potestade, e, logo depois, foi dito que todo tripé pertence ao Senhor. Não posso dizer nada disso, afinal, mexeu com a “família DT”, mexeu com muita gente.

Da mesma forma, é absurdo falar dos pastores vestidos de super-heróis do Voz da Verdade, das polêmicas envolvendo o casal Hernandes, de frases como “Sou Renascer até morrer!”, das pregações de prosperidade e unicamente para crentes do Silas Malafaia, do dizimo de 20% da Igreja Mundial, do misticismo da Igreja Universal e tantos outros casos. Tudo porque criou-se uma idolatria absurda, que deixa cega do pior tipo de cegueira que existe, aquela em que a pessoa não quer enxergar, todos esses que fazem parte de alguma dessas famílias.

Para encerrar, quero deixar muito claro que não tenho NADA contra nenhum dos ministérios aqui citados. Ouço Diante do Trono e Voz da Verdade, acho que a Igreja Mundial tem sido usada para ajudar e curar muitas pessoas, gosto de algumas das pregações do Silas Malafaia, gosto do trabalho da Renascer e não julgo sem saber a verdade da história dos Hernandes… Enfim, meu objetivo não é atacar gratuitamente tudo e todos. Só acho que as pessoas devem deixar de lado toda essa idolatria e começar a abrir os olhos para ver que nem tudo é perfeito nesses ministérios que eles tanto adoram. Já passou da hora de aprender a criticar e, principalmente, de aceitar criticas. Vamos separar o joio do trigo e aproveitar apenas aquilo que nos trará benefícios.

E, por favor, chega dessas “Famílias”. Isso é coisa de pré-adolescente e de pessoas que não tem argumentos. E eu sei que você que faz isso já passou dessa idade há muito tempo.

Abs,

Rodrigo Gomes (Tato)

Anúncios

Sobre Rodrigo Gomes

Um apaixonado por Jesus e que quer, cada vez mais, tornar-se semelhante a Ele. Buscando um coração justo e sincero, e o amor ao próximo.

»

  1. Carol Pezzolo disse:

    so tenho uma frase que completa isso Tato

    …Retém o que é bom……
    abraço

    Carol

  2. ninny disse:

    Concordo plenamente com esse texto, porque há sim uma idolatria no meio do povo evangélico, e, sobre esse negócio de placa de igreja, tenho que dizer uma coisa: Se placa de igreja salvasse, ela estaris do lado de dentro da igreja, e não do lado de fora.
    E sobre as pregações de prosperidade, temos que admitir: Pouco se tem falado na salvação, vinda de Cristo ou como o crente tem de se portar perante a sociedade. Tenho pena dessas pessoas que pensam que a vida é só prosperidade material e que deixam de lado os planos espirituais…

    Um abraço

  3. Cada um dará conta de si mesmo a Deus por isso examini-se o homem a si mesmo. Os crente sao carniceiro mesmo, povinho pra gosta de criticar. Vai orar pra melhorar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s