O que você encontra no seu livro de história? Com certeza, pessoas que marcaram a sua época. Temos inúmeros exemplos daqueles que marcaram, positiva ou negativamente, a história da humanidade. Desde a luta pela igualdade racial de Martin Luther King e Nelson Mandela, até o sentimento ultranacionalista, preconceituoso e perseguidor de Hitler e Mussolini. Trazendo para o nosso contexto, basta abrir a bíblia para vermos grandes exemplos de pessoas que passaram e deixaram história. A continuidade da humanidade feita graças à fé de Noé, a libertação dos hebreus do Egito feita por Moisés e, é claro, aquele que passou pela Terra e, de tão influente que foi, dividiu a história em duas partes: Jesus Cristo.

E a nossa geração? Quem são as grandes influências? O que vamos escrever nos livros de história? Ou melhor: O que vamos fazer para mudar esse “evangelho”, que após anos de luta para que pudesse ser vivido, se definha cada vez mais?

Somos a geração mais acomodada que passou pela Terra, em todos os aspectos. E o pior: Deixamos este legado para as próximas gerações, que só tendem a ser piores. Geração da fé mágica e egoísta, que se preocupa cada vez mais com o próprio bem estar do que com o bem coletivo. Geração de pessoas que pisam sobre as águas e afundam, pois têm medo de encontrar a Cristo. Preferem andar a borda, pois é mais seguro. Geração dos que preferem o conforto ao confronto. Geração dos homens-meninos, que só são grandes em estatura, mas pequenos em atitudes.

Já passou do tempo de vivermos uma revolução. Sim, uma revolução! Tanto dentro de nós, quanto em relação ao “evangelho”. Primeiramente, a revolução interna. Já passou do tempo de ser covarde. Já passou do tempo de tomar uma decisão sincera na sua vida. Como aprendi em um acampamento dias atrás, é 8 ou 80. Ou se vive o evangelho verdadeiro, ou não. Não existe meio termo. Já passou do tempo de deixar de sermos mesquinhos, arrogantes e egoístas e vivermos o evangelho simples, o evangelho verdadeiro.

E falando no verdadeiro evangelho, já passou da hora também de fazermos uma revolução no evangelho podre que se prega hoje. Um evangelho que nem de perto se assemelha ao de Cristo. Um evangelho que adora ao deus Mamon, baseado numa fé mágica onde o principal foco é a benção, o bezerro de ouro da nossa geração. Acreditando em um deus que se preocupa mais em me dar uma vida abundante (que em NADA tem relação com a “vida em abundância” ensinada pela bíblia) do que tornar sua atenção para quem realmente precisa. Um evangelho que vive das próprias pernas e dos próprios sonhos, sem se preocupar com os sonhos e objetivos de Deus, o verdadeiro e único.

É hora de ir para o combate. O combate sem armas, o combate ideológico. Não podemos mais aceitar. Não há mais tempo para aceitar. O nome de Deus tem sido jogado em vão. Aquele que deveria ser um banquete é servido como comida de porcos. E quem não conhece o banquete, fica saciado com os restos. Deus é muito mais do que a sua benção. A igreja é muito mais do que um lugar para ser curado. A sua vida pode e deve ser muito mais proveitosa do que tem sido. Dedique-a para a prática do evangelho e simplesmente isso. Esqueça suas ambições, seus desejos e viva para os outros. Viva o exemplo que Jesus nos deixou na Terra. Viva o evangelho simples, sem toda essa pirotecnia de hoje.

Revolucione! Crie coragem! Comece a mudança dentro de si e depois vá para o combate sem armas. Todos foram chamados.

Abs,

Rodrigo Gomes (Tato)

P.S.: Mudei a imagem do post para uma feita pelo meu amigo designer, que fez o topo do blog, Thiago Ferraz.

Anúncios

Sobre Rodrigo Gomes

Um apaixonado por Jesus e que quer, cada vez mais, tornar-se semelhante a Ele. Buscando um coração justo e sincero, e o amor ao próximo.

Uma resposta »

  1. Ronaldo Junior disse:

    Interessantíssimo o post, mas sempre lembre, todo recorte que vc faz, principalmente esse da “geração da fé mágica” é uma visão que vc tem de dentro da sala, que é o momento histórico que vc está inserido, sempre ao olhar para esse canto procure olhar pelo lado de fora da sala, onde vc pode ver tudo o que está dentro dela, ou procure olhar para os outros cantos dela, sempre tem uma paisagem melhor pra ser vista!

    Abração mano!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s